Cehop realiza ciclo de palestras sobre novos métodos e ferramentas aplicados em obras públicas

postado em: Notícias | 0

O evento teve como objetivo disseminar para arquitetos, engenheiros, orçamentistas e projetistas as atuais tecnologias implantadas nas obras públicas  

Dando continuidade ao processo de capacitação e atualização dos seus colaboradores no tocante às novas metodologias implantadas e exigidas no serviço público, a Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop) realizou, na manhã da sexta-feira, 05, um ciclo de palestras voltadas às novas ferramentas e tecnologias na elaboração de projetos e fiscalização de obras públicas.   

Apresentada aos colaboradores no último dia 22, através de uma explanação proferida pelo engenheiro eletricista, Maurício Arce Dantas, a Plataforma BIM (Modelagens e Informações da Construção), que é um conjunto com mais de 100 sistemas de informação, no qual se permite a criação digital de um ou mais modelos virtuais precisos de uma construção e que oferece suporte ao projeto ao longo de suas fases, permitindo uma melhor análise e controle do que os processos normalmente utilizados, foi o primeiro tema a ser abordado durante o ciclo.

Engenheiro de produção civil e servidor público do Governo do Estado de Santa Catarina, Rafael Fernandes Teixeira palestrou sobre a implantação da Plataforma BIM na elaboração de projetos de infraestrutura naquele estado. Segundo ele, o planejamento no setor público é crucial não apenas para a economia financeira, mas também pela agilidade na execução e fiscalização das obras. “Uma das metas da aplicação do conjunto de sistemas é obter ganhos por uso, e isso é desenvolvido na compatibilização das disciplinas, extração de quantitativas, planejamento apoiado no modelo e no modelo de não projeto, sustentabilidade, operação e manutenção, integração dos modelos com todos os sistemas”, explica.

Rafael Teixeira citou, ainda, exemplos de obras em que a plataforma foi implantada. ”Definimos estudos de caso e aplicamos o conjunto de sistemas nos projetos do Instituto de Cardiologia, Fundação Catarinense de Educação Especial, Centro de Referência de Assistência Social – CRAS (a primeira já executada), Fundação Nova Vida, Casa de Acolhimento, Corpo de Bombeiros, na ampliação do Hemocentro, além de desenvolvermos um projeto para o Governo Federal, e, em todos os casos, conseguimos uma boa redução no número de aditivos, o que é uma economia bastante considerável para qualquer obra pública. E é esse um dos principais objetivos da Plataforma BIM: melhorar a engenharia e a arquitetura do Brasil”, pontuou.

Praticidade e novas exigências

Para o Diretor-Presidente da CEHOP, Caetano Quaranta, a ideia é que novos eventos similares aconteçam. “Essas palestras informativas e esclarecedoras são o pontapé para que o Governo do Estado, através da Sedurbs e seus órgãos veiculados, possam se adequar às novas exigências do mercado, apresentando e discutindo conhecimentos sobre essas tecnologias e de como vamos adequá-las ao nosso dia-a-dia”, ressaltou.

O engenheiro civil da Sedurbs, Bruno Oliveira, foi um dos participantes do evento e ressalta que a plataforma trará agilidade às obras, tornando mais fácil a vistoria dos projetos que serão executados. “O sistema é muito bom e importante para as áreas de engenharia e arquitetura, porque, a partir do uso dele, não dependeremos mais de papel. Assim, a viabilidade é mais prática, podendo ser acessado pelo celular, em qualquer lugar.  O sistema é integrado e servirá de forma facilitadora em todo o processo”, disse.

Durante o ciclo, foram ministradas palestras sobre o uso do Laser Scaner 3D, equipamento avançado e de última geração que realiza a captura da realidade e nível de pontos, utilizado pela Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e que é uma ferramenta aliada à Plataforma Bim. Também aconteceu uma palestra sobre Realidade Virtual e como aplicá-la nos projetos de obras públicas.

Atualizado há